27 de fevereiro de 2010

Para quem tem saudades do mar

4 comentários:

Ezul disse...

Sim, eu tenho saudades do mar! Uma saudade que vem até mim, ora em suaves ondas que adoçam a praia, ora em vagas revoltas, que arraltam e puxam as almas para as profundezas.
Mas este mar é tranquilo e eu guardo-o, um gesto que tenho em relação aos amigos e a todos os que têm o dom de me devolver a paz, espreito o mar desta janela e guardo-o comigo. Depois é só rebuscar na memória o sítio onde escondi a música das ondas, o sabor do sal, o cheiro da maresia, a sensação do corpo imerso nessa massa líquida.
Às vezes imagino que nascem pelos campos flores de mar, azuis e infinitas!
:)

Rui Luís Lima disse...

cara Maria Lascas
Passear à beira mar oferece-nos sempre a tranquilidade mais desejada.
Beijinhos
Paula e Rui Lima

Veronica Almeida disse...

Ai como tenho saudades do ar fresco que o mar lanca sobre a cara, o sabor salgado na lingua num golo sem intensao, a agua fresca do atlantico a fazer a minha pele arrepiar...

Ainda mais saudades nesta altura com os raios de sol a bater nas minhas costas. O pior e nao poder nem sequer ver de perto, sentir a fresco, xeirar as ondas... :(

Estas imagens trazem lembracas dos meus momentos a beira mar.. espero um dia voltar.

:) tenha bons dias e aproveite esse mar!

oasis dossonhos disse...

Tanta saudade desse mar, desse mar que na Torreira tinha bois e se ouvia quando acampávamos na floresta, um pinhal luminoso azul azul quando a lua explodia e amanhecíamos com vacas em cima da tenda a inquirir os aventureiros...OH que saudades desse mar! e das dunas e dos aromas e dos sons, do silêncio, da poesia e da esperança, dos sonhos que eu tinha...