11 de julho de 2011

Carta da ausência

Carta da ausência

Em tarde de Sol nasci da terra, já tu abrias os olhos de espanto.
Envolta no círculo de azul e branco ouvia o silêncio do nada enquanto te ensinavam a vida, o trabalho e a família, a sobrevivência a partilha e a conquista.
Crescemos do leite e os dias, e víamos e ouvíamos coisas que aos outros não interessavam mas que despertavam a nossa sede de ser.
E fomos. Perdemos e ganhámos. Percorremos, sem recuar mas ás vezes solitários e tímidos, planícies ondas montanhas até nossos trilhos se cruzarem.
Então reconhecemos nas palavras os nossos sonhos e no olhar nossos sentidos.
Houve encontro e partida, o fogo das entranhas da terra e as lágrimas dos oceanos, a matéria e alma, o rosto e o verso de que é feita cada coisa.
E como antes havíamos feito depois haveríamos de fazer, prosseguindo sarando chagas, arrastando a cruz, velando e erguendo-nos para tocar a estrela que nos conduz.
Havia memórias, marcas da alegria e da mágoa, mas nossas bocas no olhar se encontravam sempre que de nossos caminhos se avistavam…
Ainda tememos as próprias palavras, preferindo as de poetas que do impossível falam… Mas a beleza da alma é pouco, mesmo em harmonia, quando vazias as mãos se abraçam de noite ao próprio corpo… E nada nos é proibido, o medo e a culpa são artifícios e fantasias negando a essência de Deus.
Sei que meu sorriso renasceu e, em teu lábio de menino, faz tremer o teu.

Amor? nunca o disseste e nunca o direi.
Amor é pouco! dúbio e vulgar…
Para ti guardo a palavra nova em meu silêncio.


(inédito, sem data)

2 comentários:

João LN disse...

«Dobrou a carta e guardou em si, tudo partilhando no silêncio concebido. Sentou-se à sombra da única árvore, naquela planície alentejana, e aquietou-se na paz daquele singelo pôr-do-sol.»

Maravilhosa aquela carta. 5*

Rui Luís Lima disse...

Olá
O blogue "paixões e desejos" dedicao ao cinema mudou-se para "A Memória do Cinema".
Para lá chegar basta clicar na foto do último post do "paixões e desejos"

PS- Muito bonita esta carta.

cumprimentos cinéfilos
Paula e Rui Lima